A APECV – Associação de Professores de Expressão e Comunicação Visual, enquanto organização científica das Artes Visuais, apela aos docentes em geral, e, em particular os professores da área artística, que as suas práticas, neste momento particular devem promover, mais do que nunca, uma articulada ação promotora da diminuição de desigualdades sociais; da ecocidadania e de uma cultura para a paz.  Num momento de emergência nacional como o que hoje vivemos, não só teremos de alterar o modelo/metodologia da nossa intervenção pedagógica, mas, acima de tudo, repensar modelos pedagógicos a partir dos documentos orientadores emanados pela tutela (nomeadamente no “Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória”). Relembramos  que existe um grande fosso digital, que nem todos os portugueses têm acesso a computadores, internet ou smartphones. Alertamos, nessa medida, os professores e professoras para que não aumentem, ainda mais, as desigualdades sociais que existem na nossa sociedade. Relembramos também a importância das capacidades sensoriais e os perigos de uma exposição demasiado longa aos écrans do computador. Sugerimos, nessa medida, algumas linhas orientadoras:

 

  • Não planificar atividades online que exijam, por parte dos alunos, muitas horas de presença no computador - Privilegiar tarefas curtas online;

  • Fornecer sempre alternativas analógicas para o envio de tarefas e de trabalhos, no caso de os alunos não possuírem recursos tecnológicos em casa;

  • Planear atividades de aprendizagem centradas em capacidades e não em conteúdos (utilizar como documentos orientadores as Aprendizagens Essenciais homologadas (2018/2019);

  • Planear atividades com tópicos centrados na vida das crianças – não esquecer que é importante exprimir os sentimentos;

  • Dar bastante tempo aos alunos para realizarem as suas tarefas de aprendizagem – o tempo é importante para desenvolver a criatividade;

  • Planear atividades que impliquem uma observação atenta do entorno, inserindo sugestões para orientar a atenção;

  • Planear atividades que fomentem o espírito crítico, inserindo perguntas para ajudar a aumentar os pontos de vista;

  • Planear atividades que fomentem respostas múltiplas, na perspetiva de promover a diversidade de pontos de vista;

  • Não sobrevalorizar o desenho realista: os objetos, as pessoas, animais e os entorno não têm que ser mimeticamente representados;

  • Enviar sempre comentários positivos sobre o trabalho dos alunos - a avaliação deve ser sempre feita de um modo construtivo;

  • Planear atividades que deixem fluir a imaginação;

  • Privilegiar unidades de trabalho que possam ser desenvolvidas através de e-portfolios temáticos;

  • Nas planificações dar sugestões de sítios na Internet onde os alunos possam encontrar informações corretas - por exemplo links para museus virtuais; documentários fidedignos; filmes não comerciais (ver sugestões de websites no final desta página).

  • Privilegiar a comunicação através das plataformas virtuais que os alunos normalmente utilizam para comunicar entre eles. Utilizar ferramentas online de construção de páginas da Internet e de e-portfolios de acordo com as faixas etárias dos alunos. Sugerimos que sondem sempre as preferências dos alunos e que tenham em conta a facilidade de navegar; tamanho e velocidade do envio de conteúdos e a salvaguarda da proteção de dados antes de optar por uma solução . Se precisarem de ajuda estamos disponíveis para ajudar os professores(as) com os aspetos técnicos .Ter sempre em conta as questões éticas e política de proteção de dados. 

Acreditamos que cada um(a) dará o melhor de si, neste momento ímpar, e que JUNTOS construiremos uma realidade mais inclusiva e comunitária, onde cuidamos reciprocamente de cada um. O tempo que atravessamos pede-nos alterações rápidas e reinvenções diárias, por isso, encorajamos a PARTILHA. Somos professores, educadores, artistas, agentes sociais e estamos todos a aprender. Apelamos aos métodos construtivistas (construção da aprendizagem em cooperação), de uma constante união, conversa, respeito e esperança. É tempo para conversarmos, enviem-nos sugestões, pensamentos, reflexões, dúvidas. Continuamos a acreditar na Educação, mais do que nunca.


PROPOSTAS



Proposta 1: Conta-nos a tua história’

Postais 
Dossier Praticas de Educação Artística publicado pela  Arte Central

Jardim com caixas de ovos ( Proposta da Arte  Central)

Plasticinas Caseiras ( Proposta da Arte  Central) 

Herbário Artístico ( Proposta da Arte  Central) 

Proposta do Professor Vitor Silva: Eu, um artista

Proposta do Professor Rui Sousa: A Criança e o Desenho (descarregar anexo da aula 9; descarregar anexo da aula 4; descarregar anexo a aula 7; descarregar anexo b aula 7; descarregar anexo c, aula 7 )

Ver aqui uma atividade para famílias ( Amag)

A Educação Artística para o desenvolvimento da Cidadania - Atividades integradoras para o 1.º Ciclo do Ensino Básico (Publicação de Mónica Oliveira).

 


 Websites de Interesse 

Referências e ARTIGOS com interesse

 La cultura visual en el aula: experiencia de trabajo en primaria por Idoia Marcellán Baraze ( invisibilidades #4)