Espaços Transientes

21 a 23 de maio de 2021

O Tema da Conferência do  33.º Encontro da APECV evocou espaços mutáveis; relembrando a importância do corpo e dos espaços físicos na educação. O movimento, como força motriz para o desenvolvimento e encontro de caminhos significativos.

Embora ainda num ambiente virtual, apostámos nas relações entre pessoas e entre lugares, evocando as distâncias das viagens, as malas, os alforges, os passaportes e os espaços de encontros que fazem da nossa vida, uma procura constante de sabedoria coletiva.  Ouvimos histórias de Portugal, Espanha; Lapónia;  Amazónia, Japão; Israel, China e Rússia. 

A conversa num espaço "entre", tornou-se  num lugar rico de encontros para seguirmos o caminho, com a certeza que nos movimentamos acompanhados(as).

Foram 92 participantes  do início ao fim,  que participaram ativamente num programa denso onde  fluiu a reflexão sobre os nossos tempos; as diferentes realidades, pontos de vista e modos de desenvolver educação artística. 

Depois destes dias sentimo-nos mais inspirados, mais ricos e mais esperançosos.

Foram momentos cheios de diversidade, ideias, contactos, ligações, tempos e apesar da imobilidade do nosso corpo, sentimo-nos em movimento. Somos, agora, Seres transientes, que crescem e criam no movimento, na transiência dos pensamentos, das emoções, das circunstâncias… 

Seres resilientes que se lançam às pedras e as transformam em técnicas criativas de comunicação e educação.

Ana Mae Barbosa, no início deste encontro, lembrou-nos da necessidade de conjugar o verbo Esperançar, sabendo que somos muitos a acreditar na Educação Artística de qualidade, nas suas potencialidades, e importância para todos, em todas as fases e lugares da vida.

Ousámos transformar as nossas dores (como Maja Maksimovic partilhou aqui, também) em conhecimento  e Errar como metodologia de aprendizagem (como o António Meireles recordou).

 Juntos construímos um caderno coletivo com as imagens dos nossos lugares (Cuaderno de bitácora); debatemos políticas culturais na perspetiva das escolas e dos professores . 

Ficou  a promessa do 34º Encontro, presencial, com abraços de verdade e  o picnic tradicional  .

Ver aqui o Programa e os resumos das apresentações. 

 

 


 

Organização: Rui Sousa; Maria do Carmo Almeida; Ângela Saldanha; Célia Ferreira; Teresa Eça; Mafalda Várzea; Emilia Catarino; Júlia Faria

CONSELHO CIENTÍFICO

Ana Mae Barbosa, Brasil; Cristina Trigo; Ana Vidal  e Maria Jesús Agra-Pardiñas (Faculdade de Educação, Universidade de Santiago de Compostela/C3); Ana Isabel Tudela Lima Gonçalve Sousa (Universidade de Lisboa, Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Artes CIEBA); Paulo Pires do Vale (comissário Plano Nacional das Artes); Sara Barriga Brighenti (Subcomissária do Plano Nacional das Artes); Maria João Tudela (Plano Nacional das Artes);  João Paulo Queiroz (Universidade de Lisboa, Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Artes CIEBA); Hugo Cruz (CIIE-FPCEUP e CHAIA-UE );  Hugo Vieira ( UTAD); Sandra Mónica Oliveira (ESE Paula Frassinetti); Tiago Cruz (Instituto Universitário da Maia | ISMAI-IU)  Paula Rodrigues (Politécnico de Viseu); Sandra Palhares  e Célia Ferreira ( IEC- Universidade do Minho); Rui Alexandre Sousa (Universidade Lusíada Norte); Antonio Meireles (Politécnico de Bragança); Conceição Cordeiro (Politécnico de Portalegre); Angela Saldanha, (APECV/C3); Isabel Moreno Montoro;  Maria Martinez Morales; Lorena Cueva; Pilar Soto; Jesus Carballero (Faculdade de Educação, Universidade de Jaén); Marta Ornelas (APECV);  Aldo Passarinho e Tiago Caldas ( (Instituto Politécnico de Beja) ; Cristina Trigo; Ana Vidal  e Maria Jesús Agra-Pardiñas (Universidad de Santiago de Compostela/C3); Elisabete Oliveira (Universidade de Lisboa, Centro de Investigação e de Estudos em Belas-Artes CIEBA); Robson Xavier da Costa (UFPB, João Pessoa);  Marisa Mass  e  Célia Matsunaga (Instituto de Artes. Universidade de Brasília); Silvia Casian (APECV); Isabel Bezelga, CHAIA, Universidade de Évora; Rita Basílio ( DOBRA), Pedro de Magalhães (Universidade Normal de Ciência e Tecnologia de Nanchang); Élida Maria Matsumoto. 


As histórias 

 

Hybrid spaces: Biolab growth and learning 

VER MAIS

 

 

 

 

Por mais transiente que seja o caminho… em nós mora a certeza que vamos lá chegar!

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

A Escola: um Espaço em Mudança:  O desenho de novas configurações pela mão dos alunos

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

Arte/Educação e Ecologia: Entre o Ontem e o Hoje 

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

Liminality of pain as a space for learning and unlearning

Faculty of Philosophy, University of Belgrade

Ver Mais

 

 

 

 

 

Simple Life 

Elida Maria Matsumoto; Daphna Zinemanas; Eva Ibanezcano; Angela Saldanha

Ver Mais 

 

 

 

 

A água que queremos – Como trabalhar com as escolas à distância?

Ver Mais 

 

 

 

 

 

 

 

The role of the moving exhibitions "i see the world" in the artistic and creative growth of the teacher and student

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

Oficina da Criança – Educar em Liberdade 

VER MAIS

 

 

 

Workshops

 

WORKSHOP: Livros Pop-Up: a magia da engenharia do papel, entre a arte e a técnica

Ver Mais

 

 

 

 

 

 

WORKSHOP: Un mundo, un millón de imágenes: un cuaderno de bitácora colectivo para reconocernos

María-Isabel Moreno-Montoro, Estrella Soto Moreno; Damián Rodríguez Maldonado

Ver Mais

 

 

 

 

El refugio de la radio

Ver Mais 

 

 

 

 

 

 

Educação Visual - Alicerce na Fundação de Adultos Saudáveis 

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

Respigadores 

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

 

A experiência artística e os domínios da multissensorialidade 

Ver Mais

 

 

 

 

 

 

Arte Urbana: da teoria à prática no contexto real 

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

ENCUENTROS EN TODOS LOS TIEMPOS: Una búsqueda experimental basadas en las creaciones artística cómo camino de vida y trasformación personal. 

Ver Mais 

 

 

 

 

 

Las razones de los museos etnográficos, un análisis sobre el Museo de Artes y Costumbres Populares de Jaén.

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

Una deriva diversa 

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

Escultura y juego de rol. Aprendizaje significativo a través del juego 

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

ME AUTORRETRATO PARA CONOCERTE. El autorretrato como herramienta en la mediación socioeducativa a través de las artes. 

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

Consciencialização da dinâmica estruturante de auto-eco-compatibilização necessária em Educação EstéticaVisual: Projectos em espaços transientes.

VER MAIS

 

 

 

 

 

Alice no País das Artes

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Diálogos de viaje. (de)construyendo mi corporalidad a partir de cicatrices. Cartografías para entender miconstrucción

VER MAIS

 


 

 

 

 

Atirem a Primeira Pedra

VER MAIS

 

 

 

 

 

 

 

 

 

REFLEXÃO SOBRE AS ESTRATÉGIAS NACIONAIS E LOCAIS (padlet.com)