“Simple life” through art:  foi um projeto iniciado  por quatro mulheres artistas numa residência no Japão em 2018  onde desenvolveram uma instalação coletiva integrando  oficinas abertas a comunidades em  Portugal; Israel e Japão.

 As artistas estiveram   na  Quinta da Cruz, Viseu. no  espaço oficina entre os dias 2 e 4 de Outubro para uma serie de workshops que exploram a simplicidade das pequenas grandes ações quotidianas. 

 dia 2 de outubro de manhã: oficina no Instituto Vítor Fontes 

- dia 2 de outubro de tarde: montagem da exposição 
- 3 de outubro de manhã: Oficina na escxola do 1º ciclo de  Torredeita

- 3 de outubro - 15.00h : mesa redonda sobre Simple Life na Quinta da Cruz

- 4 de outubro de tarde: workshop  na Quinta da Cruz com o centro de Dia da freguesia de S. Salvador

- 5 de Outubro:  desmontagem da exposição 

 

O que é para ti uma vida simples?  Foi a pergunta que as artistas trabalharam durante um ano. Daphna perguntou a vários amigos e as respostas foram muito variadas:  comer batatas com o companheiro de vida; cheirar flores no campo; passear na natureza; ter tempo para ler um livro  . Para cada resposta ela fez uma aguarela.  Eva perguntou-se a si própria e tentou encontrar a chave da vida simples na pincelada que vinha de dentro de si,   tudo tem que começar pela harmonia interior para se poder conectar, dizia ela.  Ângela pegou na ideia de Carl Sagan:   somos todos pó de estrelas e fez uma coleta de radiografias por hospitais, a luz projetada através das fotografias evoca constelações. 

Nas oficinas realizadas em Viseu , a pergunta continuou ,   e em cada encontro   houve tempo para pensar que afinal a vida simples é  um ato de resistência, uma opção de vida alternativa.

Página do Grupo:  https://www.simplelife20192020.com/